Profissional27 de fevereiro de 2022Noia vence o Aimoré no Clássico do Vale e entra no G4 do Gauchão

https://ecnovohamburgo.com.br/wp-content/uploads/2022/02/DSC_9997-1280x848.jpg

Em uma partida bastante disputada, o Esporte Clube Novo Hamburgo (ECNH) fez valer a sua força dentro de casa e bateu o rival Aimoré pelo placar de 2 a 1, com gols de Bustamante e Michel Renner, no Clássico do Vale 99, pela 9ª rodada do Campeonato Gaúcho 2022. Com o resultado deste domingo (27), a equipe do técnico Gelson Conte chegou aos 14 pontos, subiu para a 3ª colocação dentro do G4 do Gauchão. O próximo compromisso anilado será contra o Grêmio, no próximo sábado, dia 5 de março, às 16h30, no Estádio do Vale.

Antes da bola rolar, as duas equipes se uniram em prol de um Clássico da PAZ, pedindo civilidade e contra a violência e o preconceito em todas as suas formas de manifestação. E a rivalidade ficou mesmo apenas dentro de campo, onde os torcedores puderam acompanhar um grande espetáculo.

No primeiro tempo, o Noia abriu a vantagem no placar. Aos 28min, numa bela troca de passes, Camargo alçou na área e Michel Renner chegou para completar de cabeça. Em seguida, aos 34min, foi marcado pênalti em Da Silva. Na cobrança, o atacante paraguaio Bustamante confirmou o título de “homem gol” nos Clássicos do Vale. De cavadinha, ele mandou para o fundo da rede: 2 a 0.

Na etapa final, o Anilado jogou mais nos contra-ataques. O Aimoré descontou aos 20min, com Sassá após cobrança de escanteio.

O Noia recebe agora a segunda-feira (28) de folga para recuperação física dos jogadores, com reapresentação marcada para a tarde de terça-feira (1º), quando os atletas que não atuaram no clássico terão um coletivo contra o sub-20 do Anilado.

Números do Clássico do Vale mostram a supremacia anilada

99 jogos
42 vitórias do Novo Hamburgo
36 empates
21 vitórias do Aimoré

Ficha Técnica

Novo Hamburgo

Raul; Camargo (Kesley), Islan, Luís Gustavo e Higor; Kaio (Welton Heleno), Felipe Guedes e Júnior Timbó (Jeffinho); Michel Renner (Vini Peixoto), Bustamante e Da Silva (Ednei). Técnico: Gelson Conte.

Aimoré

Fabián Volpi; Bruno Ferreira (Anilson), Natã, Jean (Lucão) e Lucas Sampaio; Wellington Reis, Paulinho Dias (Wagner) e Mardley (Adriano Klein); Marcelinho, Vinícius Baiano (Sassá) e Wesley Pacheco. Técnico: Rafael Lacerda.